Conversar com seu parceiro sobre psoríase e sexo pode ser difícil. Embora a psoríase seja um distúrbio autoimune comum que afeta a pele, não é apenas um problema cosmético. A psoríase pode ter impactos emocionais e físicos em todas as partes de sua vida.

Gerenciar a psoríase ao tentar ter uma vida sexual saudável apresenta mais desafios do que apenas lidar com a doença. Experimentar sentimentos de constrangimento, baixa auto-estima e o estigma de viver com uma doença visível que altera a pele é comum com a psoríase. Tudo isso pode afetar seus relacionamentos.

A psoríase genital pode causar limitações físicas ao sexo, e alguns tratamentos podem causar disfunção sexual. Depressão e ansiedade também podem afetar sua vida sexual. Se você está passando por alguma dessas situações, saiba que você não está sozinho.

Embora seja uma prática comum discutir seus sintomas de psoríase e plano de tratamento com seu médico, eles nem sempre falam sobre psoríase e intimidade juntos.

Se você está aprendendo a entender como sua psoríase afeta sua vida sexual, pode começar a encontrar respostas e apoio aqui. Este artigo discutirá os efeitos físicos e emocionais, gatilhos de sintomas, conversas com seu parceiro e dicas para intimidade.

Como a psoríase afeta o sexo?

O efeito da psoríase na função sexual pode ser substancial, afetando os aspectos físicos e emocionais da intimidade. A psoríase causa inflamação no corpo, a qual geralmente cria placas e escamas elevadas na pele. No entanto, a inflamação pode afetar qualquer órgão ou tecido do corpo.

As placas de psoríase podem ocorrer nos genitais ou em outras áreas do corpo, onde podem causar desconforto ao fazer sexo. Ter psoríase pode colocá-lo em maior risco de disfunção sexual ou torná-lo menos inclinado a praticar sexo devido a vários fatores.

Físico

A psoríase é principalmente uma doença da pele. No entanto, afeta todo o corpo (incluindo o coração e o sistema cardiovascular), causando inflamação generalizada que pode resultar em uma variedade de sintomas.

Os sintomas típicos da psoríase incluem:

  • Coceira
  • Secura/rachaduras na pele
  • Pele escamosa ou manchas prateadas da pele
  • Picadas ou descoloração das unhas das mãos e dos pés
  • Dor nas articulações

Esses sintomas podem afetar sua vida sexual, não apenas porque podem atrapalhar, mas também porque afetam seu estado emocional. Ter sua aparência alterada pela doença pode fazer você se sentir menos desejável ou diminuir sua autoestima.

Lidar com a dor pode fazer com que a ideia de fazer sexo pareça exaustiva. As placas de psoríase podem estar localizadas em locais onde simplesmente abraçar seu parceiro pode causar dor ou irritação. Você pode resistir a momentos de intimidade.

Emocional

Experimentar a depressão é um fator conhecido para a disfunção sexual. Ter psoríase aumenta a probabilidade de você ter depressão.

Viver com psoríase também pode causar sentimentos de constrangimento. Você pode ter lesões ou placas psoriáticas em partes do corpo que estão mais envolvidas em atividades sexuais, como peito, abdômen e genitais. Isso demonstrou ter um efeito maior na auto-estima e no desejo de se envolver em sexo.

Não é incomum sentir-se menos atraente devido a lesões na pele. Isso pode causar ansiedade quando você está em um relacionamento mais recente. Você pode sentir que prefere evitar a intimidade do que ter que revelar sua psoríase a alguém.

Dicas para lidar com a psoríase

Psoríase Genital

Você pode desenvolver psoríase genital, que pode causar mais ansiedade, dor ou depressão. A psoríase genital pode causar coceira, dor, relações sexuais dolorosas e piora dos sintomas após o sexo. A boa notícia é que as lesões genitais podem ser melhoradas com tratamento direcionado.

A maioria das pessoas que sofrem de psoríase genital tem psoríase em outras partes do corpo. Raramente a psoríase afeta apenas os genitais. Você pode ter psoríase inversa ou em placas nos genitais. Podem ocorrer nos seguintes locais:

  • O vinco entre a coxa e a área genital.
  • Vulva, pênis ou escroto.
  • O vinco entre as nádegas (incluindo a pele ao redor do ânus).
  • Púbis (pele acima dos genitais).
  • Parte interna e superior da coxa.

A psoríase inversa geralmente ocorre nas dobras ou vincos do corpo, causando sintomas como pele vermelha lisa que parece firme. Você também pode sentir dor, coceira intensa e divisão da pele. Esses sintomas podem ser agravados pelo suor ou pela fricção nas áreas.

A psoríase em placas causa placas que parecem vermelhas com um acúmulo branco prateado de células mortas. Os sintomas típicos incluem dor, coceira e rachaduras na pele.

Se você tiver psoríase genital, é importante conversar com seu médico para que você possa receber o tratamento adequado.

O que desencadeia os sintomas?

Os gatilhos de psoríase de todos são diferentes, mas os mais comuns são:

  • Estresse.
  • Lesão na pele, como um arranhão, queimadura solar ou picada de inseto.

Algumas pessoas também podem apresentar surtos de sintomas devido a alergias, certos alimentos, álcool ou outros fatores ambientais.

Para ajudar a determinar seus próprios gatilhos, você pode registrar quando seus sintomas pioram e observar se algum desses outros gatilhos estava presente no momento. Isso pode ajudá-lo a rastrear seus gatilhos ao longo do tempo.

Viver com psoríase também aumenta o risco de outras doenças conhecidas por afetar a função sexual. Estes incluem pressão alta, colesterol alto e aumento do índice de massa corporal. Manter uma agenda regular com seu médico e realizar exames anuais pode ajudá-lo a ficar por dentro desses outros fatores de risco.

Conversando com seu parceiro

Se sua psoríase está interferindo em sua vida sexual, conversar com seu parceiro é fundamental, assim como conversar com seu médico. Embora possa parecer embaraçoso falar sobre isso, sua vida sexual faz parte de sua saúde geral, e seu médico quer ajudá-lo a ser o mais saudável possível.

Seu médico pode sugerir opções de tratamento ou dicas sobre como melhorar seus relacionamentos íntimos que você pode não ter pensado.

A psoríase ao redor da área genital pode parecer uma infecção sexualmente transmissível (IST). Você pode precisar explicar a causa de seus sintomas e tranquilizar seu parceiro de que não é uma infecção.

Sentir vergonha da sua psoríase é normal, mas lembre-se de que você não causou isso. A psoríase não é contagiosa.

Conversar com seu parceiro quando seus sintomas de psoríase tornam o sexo desconfortável pode ajudar a aliviar um pouco da pressão que você sente pela qualidade de sua vida sexual. Juntos, você pode encontrar soluções alternativas que o ajudam a permanecer íntimo sem agravar seus sintomas.

Dicas de psoríase e intimidade

Se você tem medo sobre sua psoríase ou como seu parceiro reagirá aos seus sintomas, fale sobre eles. Não tenha medo de expressar sentimentos de preocupação ou de se sentir menos desejável.

A comunicação aberta é sempre boa para os relacionamentos, e um bom parceiro ouvirá. Ser vulnerável com seu parceiro pode ajudá-lo a se conectar em um nível mais profundo.

Converse abertamente com seu parceiro sobre diferentes maneiras de contornar a psoríase, especialmente se estiver na região genital e afetar o sexo. O lubrificante não irritante pode ajudá-lo a permanecer íntimo sem afetar sua pele. Lembre-se de limpar bem e aplicar todos os medicamentos após o sexo para evitar irritação.

Se você está se sentindo menos desejável por causa da psoríase, faça algum autocuidado para restaurar a confiança. O exercício é um impulsionador de humor conhecido. Dê um passeio, ou vá para Pilates ou ioga.

Encontre algo que faça você se sentir feliz e permita que você volte a se sentir como você. Às vezes, isso pode ser algo tão simples ou aparentemente trivial como comprar uma roupa nova ou uma peça de lingerie. Seja o que for, encontre algo que funcione para você.

Conclusão

A psoríase pode ter efeitos físicos e emocionais que têm impacto na intimidade sexual. Aumenta o risco de depressão e pode criar constrangimento e problemas de imagem corporal. A psoríase genital e a disfunção sexual masculina e feminina podem interferir em uma vida sexual satisfatória.

Falar abertamente com seu parceiro pode ajudar a prevenir ou resolver problemas. O seu profissional de saúde também pode aconselhá-lo sobre medidas para ajudar.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.